4 de set de 2016

Um novo chamado...

Olá meus amigos, quanto tempo não publico aqui no blog, peço desculpas pela demora, o contratempo da vida as vezes nos priva de muita coisas, passamos por provas não somos perfeitos mas procuramos sempre ser o melhor. 
Hoje quero falar um pouco sobre algumas experiências que aconteceram comigo, que me fizeram analisar mais alguns acontecimentos durante minha vida aqui neste mundo. Como sabemos não fazemos parte deste lugar, estamos aqui temporariamente e enquanto estivermos aqui devemos buscar a evolução pessoal e espiritual. 
Certo dia, não lembro pois não relatei e nem anotei, tive uma experiência, aquela que eu levantava achando que estava acordado mas ainda estava dormindo, e sempre batendo a dúvida estou acordado ou sonhando? Pois então, levante e fui em busca de alguma coisa, saber o que me esperava, mas sempre acabava na escuridão. Em um outro dia estacionei o carro aguardando meu irmão sair do trabalho então adormeci e tive uma outra experiência parecida com essa, eu estava no carro mas estava tudo escuro sendo que não era noite naquele horário então levantei tentei atravessar a porta mais não consegui e fiquei preso no cinto de segurança, então eu tive que destravar o cinto pra conseguir sair e mesmo assim não foi fácil, saí então para caminhar então encontrei um lugar escuro e entrei mas perdi a consciência outra vez e estava de volta. E assim foi, quase todos os dias experiências semelhantes, até que tive uma que me deixou bem atento, eu estava sonhando que ajudava uma criança uma menina então tirei ela do lugar, aí eu estava consciente que estava fora do corpo, então cheguei em um lugar que achava ser minha casa mas não era, e meu irmão estava lá conversando comigo, então me toquei e pensei comigo essa pessoa não é meu irmão então peguei no braço dele, seu rosto estava escondido em uma sombra e perguntei. "O que quer comigo? o que quer comigo?" Então ele se aproximou e sussurrou algo que não entendi e nesse momento acordei com dois tapas no pescoço que senti enquanto deitado aqui no mundo físico. 
Meditei bastante quanto a esses acontecimentos, sim, admito que parei tentar e fazer as técnicas mas isso me fez voltar e pensar comigo mesmo, que esse chamado seja para mim amparar ou ser amparado, bom com certeza quem precisa ser ajudado sou eu para assim poder ajudar.
Reflitamos um pouco, será que estamos levando nossa vida espiritual a sério? será que estamos procurando nos ajudar primeiro antes de ajudar? Estamos aceitando essa ajuda? ou o egoísmo é maior que isso?
Meus amigos, obrigado por acompanhar e estar sempre procurando o crescimento espiritual, que possamos ser luz para quem está na escuridão mas antes disso que possamos ser iluminados. 
Muita paz e luz...
http://s3.eplaces.com.br/_default/yogacomvoce/img-site/da0b8bd48a6b443aa1f02f04ae0691dd.jpg